Como aplicar para o visto português a partir da Irlanda

Não costumo escrever tutoriais ou títulos tão extensos, mas desde que me mudei da Irlanda para Portugal, duas várias pessoas me perguntam como eu consegui essa façanha. Mal sabem eles que eu sou uma das pessoas mais destrambelhadas que eu conheço e que havia esgotado minhas opções até ver a luz no fim do túnel e chegar ao visto português.

Depois de dois anos de intercâmbio, entrar no terceiro ano me parecia postergar o inevitável e gastar 1 milhão em barras de ouro que valem mais do que dinheiro enriquecendo o governo irlandês. #nãosouobrigada

Se não Irlanda, onde?

“Em Portugal tem sol!”, eles disseram. “Brasileiro pode trabalhar legalmente sem visto”, eles disseram. A segunda frase é tão contraditória que virou uma daquelas lendas urbanas quando se trata de imigrar para Portugal.

Pois bem, fui pesquisar as minhas opções e – tcha-ram! Não é que precisa de um visto português mesmo, menina? #choquei #sqn

Antes de sair arrumando as malas

Primeiramente é preciso ter autorização de residência válida no país do qual pretende aplicar, seja ele Brasil, Irlanda ou Conchichina. Ou seja, se você “esqueceu” de renovar o visto irlandês pode parar a leitura por aqui e aproveitar melhor o seu tempo assitindo Netflix. Não, não tem jeitinho, seu louco…só voltando para o Brasil e aplicando para o visto português de lá.

Fala do bendito visto potuguês!

Há três opções para nós, meros mortais:

👩‍🎓Visto de Estudante

👩‍💼Visto de Empreendor

👩🏻‍🍳Visto de Trabalho

Há outros tipos de visto mas é preciso estar montado na grana ou ser velho estar aposentado.

Em todos os casos você precisa reunir em torno de 678 documentos para fazer o pedido no Consulado de Portugal na Irlanda. Vamos à lista:

  • passaporte azul (Brasil-sil-sil!)🇧🇷
  • foto no seu pior ângulo😖
  • passagem aérea🛫 (você compra a passagem antes de autorizarem sua entrada no país… só eu que acho isso bizarro?)
  • formulário de requisição 📃(te entregam na hora)
  • comprovante de residência🏠 (você tem que comprovar que mora em Portugal sendo que você está justamente pedindo pra morar lá) #comassim?
  • seguro saúde😷 (vai que você tem um treco com tanta preocupação)
  • antecedentes criminais👨‍✈️
  • comprovante de meios de subsistência (vulgo dinheiro💰💰)
  • Número de pints tomadas na Irlanda 🍻
  • não, péra…

Esses são os documentos básicos. Dependendo do tipo de visto português escolhido você tem que apresentar outros documentos: da faculdade pra qual aplicou ou da empresa que você abriu ou um contrato de trabalho emitido pelo seu futuro empregador. A façanha está em conseguir reunir isso tudo estando na Irlanda. #boasorte

No meu caso, optei pelo visto de empreendedor, fui até Portugal, abri a empresa e aí sim juntei todos os documentos e fui até o Consulado Português em Dublin – local maravilhoso onde eles não sabem te informar na-da! Na-di-ca! No-thing! #ranço 😒

Toda essa maratona, tudo reunido, o que aconteceu? Meu visto foi ne-ga-do!

E porque? Porque não incluí um plano de negócios. E porque? Porque o Consulado não me informou. E porque? Porque nem eles sabem o que se passa. E porque? Porque eles só despacham os documentos para Portugal. E porque? Porque eles não são obrigados a conferir nada.😟

Conclusão: fiz o bendito plano de negócios, coloquei no meio da pilha de documentos, dei três pulinhos, comi seis sementes de uva verde na lua cheia, rodei a Irlanda em busca de um trevo de quatro folhas e…consegui! Eu ouvi um amém? “Amém!”🙏

Essa foi a minha saga. Para sabe mais detalhes e ouvir minha voz de taquara rachada veja nosso vídeo no Youtube:

🤓
GUIA RÁPIDO PARA PERDIDOS

Em cada link uma solução de problemas viajantes (e a esperança que você conclua a compra e eu ganhe uma comissão de 0,0001%):

Economize na passagem aérea com o Skyscanner porque não tá fácil pra ninguém

🏨
Reserve pelo Booking seu hotel, hostel ou casa na árvore

😷
Faça um seguro com a Seguros Promo e proteja-se das viroses internacionais

👩‍💻
Pesquise roteiros nos países pelos quais já passamos.

📰
Siga-nos no Facebook para ficar por dentro das últimas notícias de viagem.

📚
Consulte o Guia Completo para Viajantes Perdidos.

RESERVE AQUI

Esse post foi útil para você? Que tal fazer as suas reservas com os parceiros do blog?

É a melhor forma de contribuir com o meu trabalho. Eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso.

Obrigadaaaa! Só clicar nos ícones abaixo – e ainda aproveitar descontos exclusivos para você, que apoia o blog.

PLANILHA GRATUITA

CURSO DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Planeje sua viagem em 8 passos e economize até 70%.

Conheça o passo a passo usado por centenas de viajantes para fugir de ciladas turísticas, parar de jogar dinheiro fora e fazer uma viagem autêntica e confortável para qualquer lugar do mundo.

REDES SOCIAIS


Mari Neubra é especialista em Planejamento de Viagem e criadora do Plano V. Pesquisa e produz conteúdo de viagem para a internet desde 2016. Já ajudou milhares de viajantes a ganharem o mundo com confiança e controle financeiro. O Plano V reúne estratégias testadas ao longo desses anos em mais de 25 países.