Roteiro Florença | Livro “Inferno” de Dan Brown

Era uma vez um livro que li na velocidade da luz e não falava de outra coisa a não ser ir à Florença. Seu nome é “Inferno” de Dan Brown. O próprio livro já é um roteiro de Florença. Então com o patrocínio de Ryanair, a linha aérea do viajante quebrado, na primeira oportunidade decolamos pra lá.

Onde ficar

Ficamos hospedados no Florence Plus, um hostel maravilhoso com piscina, sauna, restaurante, glamour e beliches com 30 pessoas – se você escolher o quarto “geral dormindo junto”. Há outras opções. Eu super recomendo. Reserve aqui.

Temos algumas outras opções para quem quer ostentar um cadiquim mais: Apartamento Del Bobolino e David’s Place Florence.

O roteiro

Após ler o livro e assistir o filme estava ansiosa para fazer igual ao Tom Hanks que anda 3.567 km – lembrando que ele é o Forrest Gump, eu já devia ter desconfiado que não ia dar conta de andar isso tudo. Fui então ao Google e descobri que esse roteiro de Florença na verdade tem “só” 4 km.

Porta Romana

O livro começa com o historiador Robert Langdon (Tom Hanks) acordando com amnésia em um hospital. Ao olhar pela janela ele vê a Porta Romana, concluindo assim que está em Florença porque ele é viajadão e entendedor “das Europas”.

roteiro-florença
Porta Romana minimalista, não tem um nenhum desenho, quirids?

Daí rola um vuco-vuco e ele descobre que está sendo perseguido. Ele sai então enlouquecido pela cidade como se fosse liquidação dos supermercados Guanabara.

Forrest Gump Running GIF - Find & Share on GIPHY

Vamos então refazer os passos de Robert:

Jardim de Boboli

Ao chegamos ao Jardim de Boboli fomos feitos de boboli e nos cobraram o dobro do valor da entrada por não sermos europeus. Já Langdon entrou de graça porque pulou o muro. Mas tudo bem, afinal o lugar é incrível. Veja alguns dos melhores momentos:

roteiro-florença
Começamos com esse aspirante à guia turístico nos mostrando o anfiteatro todo trabalhado nas obras de arte renascentistas da coleção da família Medici, os Kardashian da época.
roteiro-florença
Observando meu limão meu limoeiro meu pé de jacarandá.

Mas voltando ao livro: Ao f̶u̶g̶i̶r̶ ̶d̶a̶ ̶p̶o̶l̶í̶c̶i̶a̶ ̶c̶o̶m̶o̶ ̶u̶m̶ ̶m̶e̶l̶i̶a̶n̶t̶e̶ caminhar pelo jardim, Langdon descreve várias das estátuas renascentistas, que não consegui identificar porque não tive interesse mesmo.

roteiro-florença
Eu convencendo o Fellipe que a̶r̶r̶e̶g̶o̶u̶ estava cansado de caminhar pelos 45 mil metros quadrados do jardim.
roteiro-florença
Outra parada de Langdon é o Buentalenti Grotto que até agora não consegui decidir se é bonito ou se é feio.
Corredor Vasari

30 capítulos e 10.543 passos depois, Langdon sai do jardim e alcança o Corredor Vasari.

roteiro florença dan brown
Olhem essa estrutura!

Aí é que começou meu encantamento por essa cidade. Acontece que os Medici moravam no Palazzo Piti e a sede do governo era no Palazzo Vecchio. Cansados de ter que passar no meio da galera para ir de um palácio à outro (bem no estilo “não sou obrigado”), ordenaram a construção desse corredor que passa literalmente por dentro das casas da plebe e da ponte que cruza o rio Arno.

roteiro-florença
Ignorem as pessoas. Foco na ponte.
Palazzo Vecchio

Eis o Palazzo Vecchio, que segundo o próprio Langdon zueiro mais parece uma peça de xadrez gigante.



roteiro-florença
Peça de Xadrez com certeza.
roteiro-florença
Sensualizando com o Davi de Michelângelo, mandando nudes desde 1504.

Outra parada de Langdon é o batistério onde se encontram os Portões do Paraíso, que foram construídos ao longo de 27 anos e contém 10 painéis esculpidos em bronze retratando cenas do Velho Testamento. 

roteiro-florença
Não vai ter piada senão o Papa me processa.
Basílica de Santa Maria del Fiore

Em frente ao batistério encontra-se a Basílica de Santa Maria del Fiore.

roteiro-florença
Encontre meu pescoço.

Pra finalizar o roteiro Inferno de Dan Brown, vamos à uma treta renascentista envolvendo essa catedral: Com algumas fundações do século V, a Catedral de Florença só ficou pronta em 1436 (estilo obras públicas no Brasil). 🤑 Só a construção do domo (maior do mundo em tijolo) levou 16 anos. Isso porque Lorenzo Ghiberti, autor das portas de bronze do batistério começou a construção mas depois a̶r̶r̶e̶g̶o̶u̶ admitiu que não tinha ideia do que estava fazendo (que burrico, dá zero pra ele). Então chamaram outro engenheiro/arquiteto/severino: Filippo Brunelleschi. Ele finalmente botou a mão na massa e nos presenteou com essa belezura:

roteiro-florença
Arrazô!

Para saber mais sobre Florença e o Inferno leia o livro ou assista o filme se você for preguiçoso igual a certas pessoas Fellipe.

Para reservar seus passeios florentinos clique aqui:

RESERVE AQUI

Esse post foi útil para você? Que tal fazer as suas reservas com os parceiros do blog?

É a melhor forma de contribuir com o meu trabalho. Eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso.

Obrigadaaaa! Só clicar nos ícones abaixo – e ainda aproveitar descontos exclusivos para você, que apoia o blog.

PLANILHA GRATUITA

CURSO DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Planeje sua viagem em 8 passos e economize até 70%.

Conheça o passo a passo usado por centenas de viajantes para fugir de ciladas turísticas, parar de jogar dinheiro fora e fazer uma viagem autêntica e confortável para qualquer lugar do mundo.

REDES SOCIAIS


Mari Neubra é especialista em Planejamento de Viagem e criadora do Plano V. Pesquisa e produz conteúdo de viagem para a internet desde 2016. Já ajudou milhares de viajantes a ganharem o mundo com confiança e controle financeiro. O Plano V reúne estratégias testadas ao longo desses anos em mais de 25 países.