Morar fora, sim ou não?

morar fora

O Brasil está passando por problemas. Fato. Estudos indicam que 49% da população deixaria o Brasil se tivesse oportunidade. Isso significa que os 51% restante iriam ter mais espaço e recursos para tentar dar um jeito na bagunça – ou não, nunca saberemos. Mas como saber em qual dos grupos você está nesse momento? Brasil, amá-lo ou deixá-lo?

Vamos analisar friamente os dados coletados pela nossa produção (que sou eu mesma) e tentar esclarecer quando NÃO é hora de morar fora.

Quando você se baseia nas redes sociais

Estamos na era das notícias falsas e o Facebook é um terreno fértil para elas, então se você ainda acha ele substitui um bom jornal, pare! Isso mesmo. Pare!

morar fora

Parou? Não? Eu sei…é inevitável… tão inevitável que você provavelmente chegou à esse blog através do Facebook (incoerência, a gente vê por aqui).

O fato é que ver o Brasil pela lente do Facebook pode ser bastante assustador: o feed mostra um misto de escândalo político, memes, demissões em massa, Anitta, crime organizado e vídeos de gatinhos fofos. Oi?

morar fora
Um dos nossos favoritos 😍 #meidentifico

Agora vamos para o Instagram: são fotos maravilhosas de GoPro e Stories mostrando os brasileiros vivendo plenamente sem qualquer esboço de violência. Fotos na academia com a hashtag #hojetápago e no bar com #sextou são minhas favoritas. Como assim, Brasil? Quanta discrepância… é tipo o caos instalado versus o melhor país do mundo… a pessoa fica confusa.

O que quero dizer com isso é: se você é daqueles que passa 1h no Facebook e fica com vontade de pegar o primeiro avião com destino à felicidade talvez não esteja tomando uma decisão sensata. Sua vida pode virar um daqueles memes expectativa x realidade.

Quando pausar ou recomeçar a carreira não é uma opção
morar fora
Como seria meu primeiro dia no emprego dos sonhos

Cenário 1: você chega nos exterior e consegue o sonhado trabalho na sua área. Perfeito, segue o baile – como dizem os jovens de hoje em dia. Devo dizer que esse fenômeno só acontece com 0,0000014% dos imigrantes (números não comprovados). A menos que você tenha um currículo fantástico e ache uma empresa que queira iniciar um relacionamento sério, que praticamente te peça em casamento.

Cenário 2: você não domina a língua local. Provavelmente só terá o subemprego como opção. Você está preparado para abandonar seu status e pegar no pesado por tempo indeterminado? Vamos fingir que estamos naquele programa do Sílvio Santos e responda: Siiiiiiiiim!

Cenário 3: Você consegue algo na sua área mas não no nível que você esperava. É tipo: dar dois passos pra trás para dar passos mais largos no futuro (me segura que tô filosófica). Pegar ou largar?

Quando você acha que vai fugir de brasileiros

Não vai. No pico da montanha mais alta, no meio da floresta mais densa, no lombo do camelo do deserto mais quente… lá estará um brasileiro falando em voz alta. Até no Havaí. #çocorro

morar fora

Conforme-se. Estamos em todo lado, causando vergonha alheia e/ou orgulho. Se isso é bom ou ruim não sei, mas se uma das suas intenções ao mudar-se para o exterior for fugir de brasileiros lamento dizer que você está brasileiramente enganado. #fail

Quando achar que todo mundo que mora no exterior é rico
morar fora

Senta aqui, colega, vamos conversar. “Ah, mas o euro vale quatro vezes mais….” Isso não significa nada se tudo custa quatro vezes mais, quirids. Quem escolhe morar fora escolhe também limpar a própria casa, comer marmita, abdicar de alguns “mimos” comuns na sociedade brasileira tipo ter alguém para estacionar seu carro porque você não é obrigado (vulgo vallet). Tem outra coisa: a maioria dos meus amigos que mora fora anda de transporte público e bateu a cabeça de emprego em emprego até acertar o rumo. Seria a realidade de um brasileiro no exterior ou eu é quem sou mal relacionada? Vamos deixar esse questionamento no ar….

Quando você não tem permissão de residência e “resolve isso lá”

Eu diria que esse é o item mais agravante dessa lista. O “resolve isso lá” pode significar ter que se sujeitar ao pior do país dos sonhos. Significa não ter documentos e nem o direito de ir e vir. Significa esperar anos para se regularizar e talvez ter uma vida pior do que aquela da qual você está fugindo. Significa sofrência típica das novelas da Glória Peres.

Quer entender melhor do que estamos falando? Olho no vídeo!

RESERVE AQUI

Esse post foi útil para você? Que tal fazer as suas reservas com os parceiros do blog?

É a melhor forma de contribuir com o meu trabalho. Eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso.

Obrigadaaaa! Só clicar nos ícones abaixo – e ainda aproveitar descontos exclusivos para você, que apoia o blog.

PLANILHA GRATUITA

CURSO DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Planeje sua viagem em 8 passos e economize até 70%.

Conheça o passo a passo usado por centenas de viajantes para fugir de ciladas turísticas, parar de jogar dinheiro fora e fazer uma viagem autêntica e confortável para qualquer lugar do mundo.

REDES SOCIAIS


Mari Neubra é especialista em Planejamento de Viagem e criadora do Plano V. Pesquisa e produz conteúdo de viagem para a internet desde 2016. Já ajudou milhares de viajantes a ganharem o mundo com confiança e controle financeiro. O Plano V reúne estratégias testadas ao longo desses anos em mais de 25 países.