O que fazer em Veneza em 3 dias inesquecíveis

passeio de gondola em Veneza

Conheci a famosa e badalada cidade dos canais em 2017 durante uma viagem de 10 dias pela Itália. Começamos por Veneza, fomos de trem para Florença, Pisa e terminamos em Roma. Quando vi já estava fingindo que falava italiano fluentemente.

Veneza foi a cidade que me deixou de queixo caído. Eu vagava pelas ruas achando que estava em um cenário de filme de tão surreal que é a arquitetura desse lugar. Por isso mesmo decidi escrever um post mega completo do roteiro que eu fiz em Veneza para que você possa fazer suas malas e ficar boquiaberto também!

Veja aqui 10 motivos para Visitar Veneza.

Como chegar em Veneza

[icon name=”plane” class=”” unprefixed_class=””] Primeiramente pegue um avião kkk. Os vôos mais baratos costumam sair de Madrid, Milão e Roma.

[ppromo_passagens destination=”VCE” limit=”3″ header_text=”Vôos para Veneza” show_logo=”false” /]

 

Nós fomos para Veneza partindo de Malta e por isso descemos no Aeroporto Marco Polo. De lá as opções para chegar à cidade são:

Ônibus número 5  que vai até  Piazzale Roma efetuando 53637 paradas. Isso quer dizer que ele leva entre 30 e 45 minutos para percorrer 8 km. Custa 8€.

Ônibus da cia ATVO que leva metade do tempo para percorrer o mesmo trajeto pois não faz paradas. Custa também 8€. Foi a nossa escolha pois não somos bobos. Compre aqui sua passagem.

Pegar um táxi superfaturado. #nãoobrigada Pegar um táxi aquático privado que te leva até a porta dos principais hotéis em Veneza. Uma opção chiquérrima para quem quer fazer uma entrada triunfal. Veja aqui os valores para grupos.

Onde ficar em Veneza

Ó dúvida cruel! Para falar a verdade eu não me hospedei em Veneza. Como estava em um mochilão pela Itália optei por um hostel/camping na cidade vizinha, Marghera.

Uma hospedagem bem mais econômica considerando que a passagem de Veneza para Marghera custa 1,80€ e o percurso dura só 20 minutinhos. Sinceramente foi uma escolha inteligentíssima de minha parte – coisa rara, fiquei orgulhosa.

O Jolly Camping in Town foi de longe o melhor hostel que já fiquei na vida. O boy e eu ficamos em uma cabana de madeira privada que é praticamente um quarto de hotel com banheiro e tudo. Além disso, esse camping tem desde lavandeira até restaurante e… piscininha, amor! Queria ter tido mais tempo para curtir esse lugar irado mas preferi bater perna por Veneza.

Entretanto se você quiser evitar a fadiga e se hospedar no coração de Veneza, o Booking tem ofertas para todos os bolsos:

Hotel barato em Veneza para o viajante low-cost: Hotel CanevaHotel Locanda Salieri

Opções belas, recatadas e com café da manhã: Casa BaseggioLa Rosa dei Venti

Três estrelas porque você vale muito: Hotel ao Ponte MocenigoHotel Ca’ Dogaressa

Prefere um alugar apartamento em Veneza? Faça sua reserva no AirBnb aqui pelo blog e ganhe 30€ de desconto em sua primeira estadia.

A melhor época do ano para visitar Veneza

Visitei Veneza em maio, o clima estava excelente e não havia 5748 mil turistas. Portanto, a minha dica é evitar o alto verão europeu (de junho a agosto) pois há vários cruzeiros das loucas atracando por lá. Imagina o caos!

Outro detalhe importantíssimo é verificar a previsão do tempo pois se chover as ruas de Veneza ficam alagadas igualzinho no Brasil e sua viagem vai por água abaixo. #belotrocadilho

Dá pra imaginar que durante as chuvas as ruas ficam de baixo d’água? É muito bizarro isso!

Outra dica de ouro é sempre comprar seus ingressos para as atrações de Veneza com antecedência. São 20 milhões de turistas por ano e certamente você não vai querer passar horas da sua viagem nas filas com eles.😳

O que fazer em Veneza para aproveitar ao máximo

Agora que você já chegou e está devidamente acomodado vamos ver o que fazer em Veneza em 1, 2 ou 3 dias, que foi o tempo que eu fiquei por lá até embarcar de trem para Florença – veja o roteiro de Florença aqui.

A cidade não é assim tão grande mas são tantas atrações que se a gente não fizer um planejamento deixa de visitar lugares espetaculares em Veneza. Pontos turísticos como a Praça São Marcos e o Campanário com certeza já estão no seu roteiro mas se eu fosse você incluía também uns lugares diferentões. Para te ajudar fiz esse mapíneo esperto com o melhor do melhor de Veneza.

Separei os dias por cor pois estava com tempo sobrando acho mais fácil me situar quando as coisas são coloridas. Você pode abrir esse mapa no seu celular e usar como guia quando fizer sua viagem. Se você fizer isso pelamor faça Stories e me marque no Instagram @viajantesincera , vou adorar te acompanhar batendo perna por lá.

Mapa com o melhor de Veneza em 3 dias

Dia 1: As principais atrações de Veneza

  • Piazza San Marco
  • Basílica San Marco
  • Campanário
  • Palácio Ducal
  • Ponte Rialto
  • Mercado Rialto
  • Gôndola, Vaporetto ou Traghetto

Veneza em 1 dia, é possível ou é loucura? Claro que é possível, inclusive essa é lista de lugares que você tem que incluir em um roteiro de um dia em Veneza. Mas é claro que se você tiver mais dias vai ser infinitamente melhor.

Então bora começar essa viagem! 99% das pessoas pisa em Veneza e já vai logo abrindo o Google Maps para chegar à Piazza San Marco. Não seja uma dessas pessoas. Abandone o celular e divirta-se com as plaquinhas com setas nas esquinas que te levam até lá. É muito mais legal! Pelo caminho já pegue logo um sorvete na gelataria Grom porque nós vamos para Itália é para comer não é mesmo?

Foi a primeira coisa que fizemos pois a prioridade de meu marido é comer tudo o que vê pela frente.

Chegando nessa praça gigantesca há três das principais atrações: A Basílica de San Marco, o Campanário e o Palácio Ducal, imperdíveis para que ama arte e história e também para quem só vai passar um dia em Veneza.

Tem muito turista não, imagina.
Palácio Ducal, pleníssimo.

Compre seu ingresso fura-fila abaixo e só vai!

Depois desse banho de cultura e arte a minha dica é você caminhar até a Ponte Rialto, a mais famosa de todas as 400 pontes. Nos arredores há centenas de lojas e barraquinhas para você comprar desde máscaras até uma escultura de vidro para a cristaleira da sua avó.

Quando eu fui metade da ponte estava em obras e as minhas fotos não ficaram grandes coisas mas mesmo assim achei a ponte um charme só.

Minha tentativa de foto da Ponte Rialto sem parecer que ela está em obras. 😂

Depois de se endividar comprando souvenirs para a família toda, siga para o Mercado Rialto, o melhor lugar em Veneza para comprar peixes, frutos do mar, frutas e verduras frescas. Detalhe: esse mercado é velho pra cacete de rua funciona há séculos.

Já  aproveite a oportunidade para almoçar em um dos vários restaurantes de massas ou frutos do mar por ali.

 

Pança cheia, volte para o Mercado Rialto pois bem em frente à ele você vai encontrar a gôndola mais barata de Veneza – que custa apenas 2 eurícolos. Isso mesmo! Na verdade trata-se do Traghetto, um barco bem parecido com a gôndola que transporta os locais de um lado para o outro do Grand Canal e por isso é tão baratíneo.

Passeio de gôndola: entre 30€ e 60€
Passeio no Traghetto: 2€. Fazer uma foto de casal como se estivesse em uma gôndola: não tem preço.

Mas é claro que se você estiver em uma viagem romântica ou em um momento ostentação vai querer navegar em uma gôndola decorada com direito à champanhe, né? #siiim Pois bem, veja aqui os valores andar de gôndola com o seu amor e curtir momentos de chiqueza aquática.

Uma terceira opção para andar pelos canais de Veneza é pegar ainda o Vaporetto, um ônibus aquático que carrega tanto os locais quanto os turistas. Ele conta com 18 linhas, o passe custa 7€ e pode ser usado para múltiplos trajetos em um espaço de 60 minutos.

Se você achar que vai usar muito o Vaporetto compensa comprar o Venice City Pass, que te dá acesso ilimitado à toda a rede de transportes públicos e ainda inclui ingressos para algumas atrações, como o Palácio Ducal, por exemplo. Veja aqui os valores para o City Pass de 24h, 48h e 72h.

Dia 2: Lugares secretos de Veneza

  • Rialto
  • Igreja de San Giacomo
  • Ponte de Chiodo
  • Libreria Acqua Alta
  • Scala Contarini del Bovolo
  • Teatro La Fenice
  • Squero di San Trovaso
  • Giudecca

Que tal sair da rota turística e fazer um tour diferentão? Você pode fazer esses passeios em Veneza por conta própria e se perder várias vezes pois o GPS fica bem loucão com as ruelas e canais ou… deixar que um experiente guia local te leve até algumas atrações secretas. Nada como conhecer a cidade através dos olhos de quem vive lá e pode te contar várias tretas históricas. Vale muito a pena!

Um tour desses custa entre 20€ e 30€ e com certeza vai te surpreender. Veja mais detalhes e valores aqui.

Outros lugares secretos que você deve incluir nesse dia são a Libreria Acqua Alta, o Squero di San Trovaso e a Ponte de Chiodo.

A Libreria Acqua Alta é a livraria mais louca que você vai ver na vida. Acqua Alta é o mesmo que nós brazucas chamamos de enchente, só que em italiano fica mais bonito. O que você vai encontrar nessa livraria portanto são pilhas de livros destruídos pelas enchentes misturados com barcos e barris (?). Esse dia foi louco.  No meio dessa bagunça há também enciclopédias e livros raros intactos à venda. Sério, essa livraria é um capítulo à parte. #belotrocadilho

A Ponte de Chiodo também tem uma característica única. Ela é uma das poucas pontes sem parapeito. Até o séc XIX havia várias delas mas por motivos de pessoas caindo no canal segurança as pontes foram remodeladas. Suba na ponte, ponha as perninhas pra jogo e faça uma foto mara para o Instagram.

Acompanhe minhas peripécias pelo mundo e minha vida em Portugal no Instagram: @viajantesincera

Ainda na pegada de atrações incomuns em Veneza, vale visitar o Squero Di San Trovaso que é a oficina de gôndolas mais antiga de toda a cidade. Ela não está aberta ao público e portanto a única forma de ver os mecânicos trabalhando é sentando no bar que fica do outro lado do canal. Nada mal pedir uma tacinha de vinho, uns petiscos e só observar as gôndolas levando um banho de loja.

Para fechar esse dia maravilhoso com chave de ouro, atravesse o canal de Vaporetto e vá para Giudecca. É nessa ilha que fica no lado oposto à Veneza que você vai ver um pôr do sol para ficar na memória.

Giudecca é bem menos turística e vai te ajudar a desacelerar. Recomendamos mais uma taça de vinho ou Aperol Spritz, uma bebida laranja que você vê em absolutamente todas as mesas dos restaurantes de Veneza. 🍷🙄

Dia 3: Ilhas próximas à Veneza

  • Burano
  • Murano
  • Torcello
  • Lido

Burano e Murano já fazem parte da rota turística. Em 15 minutos você chega nesta duas ilhas super coloridas. Os criativos piram, as casinhas são fofíneas demais! Não há muito segredo para visitá-las, são daqueles destinos para se perder, fotografar cada esquina e é claro, comer frutos do mar.

Murano conta ainda com as fábricas de vidro colorido. Já perceberam que o povo gosta de uma cor por essas bandas né? Vale visitar uma fábrica e observar os artistas soprando vidro com maestria enquanto a gente mal consegue soprar uma bexiga de aniversário. #tragoverdades

Agora se você for para Veneza entre julho e setembro vale a pena conhecer também o Lido. Basta embarcar no Vaporetto e 10 minutos depois você dá de cara com 12 km de praia. Vai ser a hora de dar aquele mergulho em Veneza. Chique, né, non? Lá há carros, ônibus e tudo o que tem numa cidade normal por isso é comum que os visitantes aluguem bicicletas ou scooters para dar um rolê pelo Lido.

Veja aqui as diversas opções de tour para essas ilhas. Ideal para quem não quer ser preocupar com nadica:

Reservas em Veneza

Já tem tudo o que precisa para sua viagem para Veneza? Faça suas reservas por aqui e ajude o blog a crescer!

 

Apresento-lhes os meus parceiros, empresas confiáveis e ma-ra-vi-lho-sas que eu uso durante as minhas viagens e portanto posso recomendar de olhos fechados – mas que prefiro recomendar de olhos abertos.

Toda vez que você faz uma reserva por qualquer link do blog, você me ajuda a continuar escrevendo esse monte de conteúdo gratuito para facilitar a vida dos viajantes. O valor é pra vocês é o mesmo, a diferença é que eu recebo uma pequetita comissão, e assim como de grão em grão a galinha enche o papo, de comissão em comissão eu pago meus boletos.

Muiiiiiito obrigada!

 







Até o próximo post!

Mari
@viajantesincera

RESERVE AQUI

Esse post foi útil para você? Que tal fazer as suas reservas com os parceiros do blog?

É a melhor forma de contribuir com o meu trabalho. Eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso.

Obrigadaaaa! Só clicar nos ícones abaixo – e ainda aproveitar descontos exclusivos para você, que apoia o blog.

PLANILHA GRATUITA

CURSO DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Planeje sua viagem em 8 passos e economize até 70%.

Conheça o passo a passo usado por centenas de viajantes para fugir de ciladas turísticas, parar de jogar dinheiro fora e fazer uma viagem autêntica e confortável para qualquer lugar do mundo.

REDES SOCIAIS


Mari Neubra é especialista em Planejamento de Viagem e criadora do Plano V. Pesquisa e produz conteúdo de viagem para a internet desde 2016. Já ajudou milhares de viajantes a ganharem o mundo com confiança e controle financeiro. O Plano V reúne estratégias testadas ao longo desses anos em mais de 25 países.