Uma saga de 20 km pelas praias de Sintra

Sintra

Esse post vai especialmente para todos os viajantes andarilhos, aqueles serumaninhos que não conseguem ficar um dia de molho no hotel durante a viagem. Têm síndrome de galinha da Angola e adooooram explorar cada destino até o pezinho dizer “chega!”. Confesso, sou dessas.

Possuída por esse espírito de Marco Polo embarquei com meu boy em uma trilha pelas paradisíacas praias de Sintra e desbravei essa que é uma das regiões mais maravilhosas de Portugal.

O que saber antes de ir

Essa trilha não é para os fracos. Confesso que não sabia que ia andar tanto quando entrei no evento de Digital Nomad Hiking organizado pelo Meet Up Lisboa. Para quem não sabe, o Meet Up é uma plataforma onde expatriados e viajantes se conectam e criam eventos, saiba mais aqui.

Gostou do Meet Up? Veja  mais 10 aplicativos essenciais para viajantes.

Pois bem, fui eu toda faceira achando que ia fazer uma bela caminhada sob o sol europeu. Ledo engano. Foram 20 km de sobe e desce e pensamentos do tipo “senhor, porque me abandonastes?”. 😂 Sofrências à parte, eu não me arrependo, o trajeto é animal e a sensação de dor no corpo inteiro superação no final compensa. Falando nisso, leve pelo menos 1,5 l de água, uma mochila lotada de comida e passe 7 camadas de protetor solar.

Mas vamos à parte prática: como chegar ao ponto de partida, o Cabo da Roca.

  • Saindo de Lisboa: a distância entre Lisboa e Cascais é percorrida em apenas 40 minutos e há trens saindo do Cais do Sodré a cada 20 minutos.
  • Se você morar em Cascais #quero ou estiver em um hotel em Cascais fica mais fácil: basta pegar o busão 403 no terminal rodoviário que vai subir a serra de Sintra até o Cabo da Roca. Custa 3,40€ e leva uns 30 minutos. Alerta de curvas que podem levá-lo a botar os bofes pra fora antes mesmo de começar a trilha.

Nesse percurso você vai ver várias praias de Cascais e conhecer bairros que são uma gracinha.

O Cabo da Roca

O início dessa trilha não é um ponto de encontro aleatório, estamos falando do ponto mais ocidental do continente europeu. Isso, isso, isso. 👌 Importantíssimo, é como ir à Patagônia e contar pra todo mundo que já esteve no fim do mundo. Pois bem, esse é o fim da Europa – ou o começo, depende do ponto de vista. Fica 150 m acima do nível do mar e conta com um monumento e um farol – além do vento que vai te deixar descabelado em toda e qualquer foto.

Parque Natural de Sintra-Cascais

É hora de embarcar pela estrada afora, ou melhor pelo parque adentro. Pelo caminho, vegetação rasteira e florzíneas que fazem você achar que entrou em um bosque encantado. Sabe quem também adorava caminhar por essas bandas? A família dinossauro. 🦖🦕 Há cerca de 110 milhões de anos os dinossáurios (você não leu errado, em Portugal escreve-se assim 😂) faziam essa mesma trilha. Não há fotos pois isso foi bem antes do Instagram – há entretanto pegadas próximas à Praia Grande, onde eles provavelmente passavam os domingos. É justamente a última parada da nossa trilha, observe no mapa:


O parque também é um dos locais mais antigos de povoamento da região, estudos mostram que em 4000 a.C. já havia humanos dando o ar da graça por ali.

Sabe o que mais pertence a esse parque? Todos os pontos turísticos mais visitados de Sintra. Olha só essa lista:

  • Palácio da Pena
  • Palácio de Monserrate
  • Quinta da Regaleira
  • Castelo dos Mouros
  • Palácio Nacional de Sintra e dezenas de outros palácios, igrejas e quintas.

Veja aqui valores e tours para visitar todas essas atrações.

Praia da Ursa

A primeira parada e a mais linda de todo o percurso. A formações rochosas na costa lembram uma Tailândia da vida. Só é possível acessá-la pela trilha ou pelo mar, o que significa que você chega lá e encontra a paz e silêncio que as praias turísticas não têm desde que inventaram de levar caixinhas de música Bluetooth pra praia. #parem

Sintra Cascais
Finja que você está na Tailândia aqui.
Praia da Ursa vista de outro ângulo: o ângulo de quem vai se arrastado por uma onda já já.

Nós ficamos nessa praia por uns 40 minutos. Foi onde comemos nossas marmitas e descansamos as pernas de saracura. Não há restaurante nem bar por aqui então não se esqueça de levar seu kit farofeiro.

Praia da Adraga

Até chegar à Praia da Adraga há chão! Há também miradouros como o da Praia do Carneiro e da Praia do Cavalo para os quais você vai olhar sem saber o nome pois não há placas. Há também um buraco gigante aqui que parece coisa de filme sobrenatural. Uma bela armadilha pra certas pessoas que andam com a cara grudada no celular.

Imagens exclusivas do nosso drone chamado Google Maps.
Praia da Adraga
Praia da Adraga plena e vazia.

Na praia da Adraga é possível chegar de carro. 🚗 Eu ouvi um amém? Há estacionamento, um barzinho e ainda o Restaurante da Adraga que possui vários selos de excelência na porta. Não fui mas achei importante.

A partir dela você consegue ainda atravessar uma caverna pelo lado direito e chegar à praia vizinha: a praia do Cavalo. Claramente não dá pra atravessar à cavalo então não entendi o porquê desse nome. 🐎

Praia do Cavalo
Praia do Cavalo com 0 seres humanos.

Praia Grande

Aqui jaz uma blogueira temos o trecho mais difícil da trilha. As subidas são tão íngremes que você começa a ver o planeta de lado. 🌍 Belo porém bizarro. Falta o ar e você se pergunta se deveria ter embarcado nessa aventura praiana quando você poderia muito bem estar curtindo as praias de Cascais que ficam à 5 minutos dos transportes. 😂

Se achar que é demais para o seu corpitcho, dê meia volta pois já temos fotos suficientes para o Instagram.

Se estiver com coragem e disposição siga em frente, olhe para o lado…(sim, citei um trecho da carreta Furacão #mejulguem)

Esse mapa na praia da Adraga vai te ajudar a decidir se vai ou se fica.😂
Praia Grande Sintra
Essa praia é tão longe que dá pra ver Azenhas do Mar, que é longe pra kct. 😳

Descemos isso tudo e descobrimos um vilarejo simpático cheio de restaurantes, hotéis e até uma piscina oceânica (olha lá no fundão da foto).

Daqui seguiríamos adiante até a praia das Maçãs que não fica longe mas pelo horário e pelo tamanho do nosso grupo (35 pessoas) o guia achou que era melhor encurtar o caminho. Cada um dos 35 agradeceu mentalmente pela graça alcançada e seguiu de volta ao Cabo da Roca.

Chegamos às 18:30 h, depois de 7 horas e 30 minutos de passeio com duas paradas para descanso.

Como fazer esse tour

  • Cadastre-se no Meet Up e aguarde as próximas datas.
  • É possível fazer parte dessa trilha por conta própria. Você pode ir tranquilamente do Cabo da Roca até a praia da Ursa e voltar. Se quiser se aventurar mais, contrate um guia pois você não é o Chuck Norris e é fácil se perder.

Outras formas de conhecer o Parque Natural Sintra Cascais

Achou lindo mas ficou com preguiça? Prefere fazer turismo em Sintra? Eu te entendo total! Vou te dar duas opções:

  • Alugar um carro e fazer toda a costa até Azenhas do Mar. Basta voltar lá no mapa e trocar o trajeto “a pé” para  “carro”. Veja aqui o preço médio para alugar um carro em Portugal.
  • Conheça a região de Jeep, van ou em outro tour privado. Veja o que mais você pode fazer em Sintra:

Vai viajar para Sintra? Faça suas reservas por aqui e ajude o blog a crescer!

Aquela reserva que você já faria no Booking, por exemplo, você pode fazer por aqui sem pagar nada a mais por isso – apenas para me ajudar mesmo. =D

Passagens Aéreas

Hospedagem

Pacotes de viagem

Seguro Viagem

Atrações e ingressos

Atrações no Brasil

Aluguel de carro  

Chip internacional  

RESERVE AQUI

Esse post foi útil para você? Que tal fazer as suas reservas com os parceiros do blog?

É a melhor forma de contribuir com o meu trabalho. Eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso.

Obrigadaaaa! Só clicar nos ícones abaixo – e ainda aproveitar descontos exclusivos para você, que apoia o blog.

PLANILHA GRATUITA

CURSO DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Planeje sua viagem em 8 passos e economize até 70%.

Conheça o passo a passo usado por centenas de viajantes para fugir de ciladas turísticas, parar de jogar dinheiro fora e fazer uma viagem autêntica e confortável para qualquer lugar do mundo.

REDES SOCIAIS


Mari Neubra é especialista em Planejamento de Viagem e criadora do Plano V. Pesquisa e produz conteúdo de viagem para a internet desde 2016. Já ajudou milhares de viajantes a ganharem o mundo com confiança e controle financeiro. O Plano V reúne estratégias testadas ao longo desses anos em mais de 25 países.